COD: 8028

Ano do Desafio: 2024

Temática: Tecnologia em Saúde e Bem-Estar

Verticais: HealthTech & Wellness

Estágio esperado de Maturidade da Solução: Operação – Necessário solução já lançada no mercado com clientes

Este desafio encontra-se Aberto.

Descrição:

Atualmente a Unimed Cascavel possuí 105 beneficiários diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e 12 em lista de espera. Porém, como apontado pelo levantamento do Center for Disease Control and Prevention dos Estados Unidos, nos anos 1970 o número de diagnósticos de TEA estava na faixa de 1 para cada 10 mil crianças, em 1995 já havia pulado para 1 a cada mil, chegando a 1 a cada 59 em 2018 e 1 a cada 44 em 2022. Essa curva acelerada de crescimento gerou essa buscando por métodos que possam aprimorar e escalonar os métodos de terapias especiais e garantir que a Cooperativa esteja preparada para essa demanda futura.

Como é feito hoje:

A Unimed Cascavel conta com o Programa Abraçar, que é restrito aos seus beneficiários que são diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Tem como principal método a Análise do Comportamento Aplicada (ABA). Conta com tecnologias, humanização e dedicação e visa o desenvolvimento progressivo dos beneficiários e o acolhimento de seus familiares.

Resultados esperados na solução do desafio:

Escalabilidade dos métodos aplicados pelo Programa Abraçar.

Requisitos Inegociáveis:

Armazenamento de dados no Brasil. Integração ou substituição do aplicativo ABA+.

Histórico:

O Programa Abraçar foi fundado em 2019 e desde então seus números de atendimentos só vêm aumentando, sendo que em 2023 foi contratada a plataforma ABA+ para aumentar o desempenho dos terapeutas e, consequentemente, o número de beneficiários atendidos.

Estágio esperado de Maturidade da Solução:

Operação - Solução já lançada no mercado com clientes

Temática:

Tecnologia em Saúde e Bem-Estar

Vertical:

HealthTech & Wellness